10 Músicas com nomes de mulheres e suas histórias

As mulheres sempre tiveram um especial destaque, seja na arte literária, seja nas músicas. Na arte literária, a perspectiva feminina foi por muito tempo descrita por homens, sendo historicamente recente o ingresso da Mulher na literatura, como autora. Ainda no campo literário, cumpre destacar que a mulher surge como “musa inspiradora”, em duas perspectivas, basicamente: as divas idealizadas, etéreas, das cantigas de amor e as divas mais mundanas das cantigas de amigo. Seja em um ou outro caso, a mulher torna-se musa inspiradora da arte literária.

As artes refletem os valores e crenças das sociedades. Assim, se há preconceito e cerceamento social, a arte de alguma forma refletirá isto. Entretanto, as artes podem ir além de, meramente, refletirem os vícios e falhas sociais: as artes podem servir de exemplo para a ruptura de um paradigma negativo. Não são poucos os exemplos de mulheres que emprestaram o seu talento e visibilidade para chamar atenção da Causa Feminina. Isto, tanto na literatura, quanto na música.

As mulheres são as musas de várias obras musicais, que sobrevivem independentemente do tempo que se passe e do estilo musical.

Iremos listar musicas brasileiras sobre mulheres que marcaram tanto a nós, observadores e expectadores, quanto os próprios músicos que escreveram a letra e as cantam.

Ao ouvir a música, dúvidas emergem:

  • quem seria ela?
  • Com quem ela se relacionou?

O que a música não conta, nós contaremos. Assim, a mais do que previsível primeira da lista é:

1- Anna Julia – Los Hermanos

Esta música conta a história de um amor platônico. Este hit-chiclete, lançou a banda Los Hermanos ao ápice de sua fama e foi febre no fim da década de 90.

A musa inspiradora da música, que todos nós já cantamos, foi Anna Julia Werneck, musa que foi só um flerte do produtor da banda, um amor antigo, mas que fez parte da história do grupo.

Esta música chegou em um nível de fama tão estrondoso, que até mesmo foi produzida uma versão do ex-Beatle George Harrison

2- Camila, Camila – Nenhum de nós

Thedy Correa foi ousado, lançando em 1987 a clássica musica destinada a camila, retratando a forte e sempre presente temática da violência contra a mulher, porem na década de 80 esse não era um tema abordado e não se falava sobre isso, porem a gota de água e a faísca criadora foi a colega da escola, Camila, e seu namorado violento. Thedy em entrevista falou que não esperava tamanha mobilização para essa musica, mas ficou feliz por ser uma forma de conscientizar sobre relacionamentos abusivos e outras mulheres que tem ˜vergonha do espelho naquelas marcas”.

3- Vera Gata – Caetano Veloso

Uma música romântica para uma paixão rápida, que começou após se conhecerem após um show chamado ‘Cinema Transcendental’. A musa tão desejada da musica é a atriz Vera Zimmermann, que naquela época tinha só 17 anos, e apesar da relação dos dois ter durado pouco, foi tão intensa que logo que se conheceram, foi convidada para viajar com o cantor no ônibus da turnê até Americana, e teve outra musica dedicada a ela chamada Outras palavras. Vera continua atuando até hoje, suas ultimas participações foi em Os Dez Mandamentos e O Rico e o Lázaro

4- Luiza – Tom Jobim

A música foi sobre um amor à primeira vista, aqueles que se tem em metrô para a pessoa então sumir de sua vista para sempre, e foi dessa forma que uma cena descrita como algo digno de um livro começou, estava em um bar na Lapa tomando whisky com outros grandes compositores e amantes do MPB, quando então viu uma mulher que estava a se abrigar na varanda do bar porque a chuva estava forte , e assim que Tom a viu se aproximou para conversar com aquele amor idealizado, mas a chuva cessou e a musa da forma que surgiu, foi embora, deixando apenas seu perfume e nome, Luiza.

5- Dani – Biquini Cavadão

Essa música foi mais inspirada pelo conceito de liberdade e desapego quando se está em uma relação do que realmente uma musa que o preencheu com tais sentimentos, porque essa tal de Daniela foi uma mulher bonita aleatória, uma funcionária de um bar no Jardim Botânico que comemorava seu aniversário no dia que a banda visitou o lugar. Composta por Carlos Coelho, integrante da banda e por Mano Góes do grupo Jammil, não esperavam por tamanha repercussão, tanto que a música passou a ser tema da apresentadora Dani Monteiro da TVGlobo, assim todos associam a música a ela e não à Dani, que realmente foi a inspiração.

6- Fátima – Capital Inicial

Apesar do nome feminino como título, essa é a música mais densa dessa lista cheia de nomes e paixões, Fatima foi escrita por Renato Russo na época que participava de uma banda chama Aborto Elétrico, que durou entre 1978/1981.

A música é uma enorme critica social religiosa, que fala sobre como o homem maltrata o mundo e a si mesmo, sendo responsável pela sua própria morte.

O Nome Fátima vem do Segredo de Fátima, que era uma previsão feita pela Virgem Maria sobre três crianças portuguesas. A primeira parte seria a visão do inferno, a segunda se tratava da devoção ao Imaculado Coração de Maria e a conversão da Rússia e a terceira parte seria algo semelhante ao apocalipse. Porém, a música reflete mais na primeira e segunda parte, pois a última e mais temida foi revelada nos anos 2000.

 

7- Madalena – Ronaldo Monteiro

Ainda na linha de “não ser o que pensávamos”, Madalena foi um nome fictício para Vera Regina, namorada, que terminou com o autor da música depois de três anos de relacionamento, Ele, sofrendo pela dor, foi refletir à beira mar e, como resultado, criou esta música. Mas porque exatamente Madalena? Ronaldo diz que foi o primeiro nome que veio a sua mente, e realmente emplacou, tanto que muitas músicas surgiram a partir dessa.

Fagner também tem uma música chamada Madalena e o Seu Jorge uma chamada Madá. Mesmo que Ivan Lins tenha cantado tantas vezes, quem a cantou e ganhou muita visibilidade, foi a cantora considerada por muitos críticos a melhor cantora popular do Brasil, Elis Regina.

8- Beatriz – Chico Buarque

Beatriz, composta por Chico Buarque e Edu Lobo, foi uma música pedida por encomenda para o espetáculo “O grande Circo Místico”, um ballet-teatro que mesclava música, ballet e circo.     Porém ela deveria ter o nome de Agnes, a equilibrista da obra de Jorge de Lima que dava nome ao espetáculo. Mesmo sendo um nome bonito, Chico não conseguia desenvolver nada com esse nome, logo criou uma dama à altura, a atriz Beatriz, em homenagem à Beatrice Portinari, de Dante Alighieri, autor da Divina Comedia.
“Só tem graça aceitar uma encomenda quando você pode ser infiel ao que foi encomendado, quando você pode tomar certas liberdades […] Então, troquei Agnes por Beatriz, transformei a equilibrista em atriz e coloquei-a no sétimo céu, em homenagem à Beatrice Portinari, de Dante. Beatriz carregando minhas obsessões…”, disse Chico Buarque.

Uma música que mostra o retrato caricato de uma atriz, a maquiagem, a sombra da vida diante da arte, é a própria metáfora da realidade, travestida pelos palcos.

 

9- Carla – LS Jack

Carla foi o sucesso dessa banda que a tornou mais conhecida, ajudando a  vender o CD que teve mais de 200 mil cópias. Finalmente tendo um amor correspondido nessa lista, O vocalista da banda Marcus Menna fez a canção inspirada na esposa, a arquiteta Carla.

Ele não tinha a intenção de colocar o nome dela na canção, mas o produtor insistiu e ele acabou cedendo. Não queria que a música fosse liberada por segurança da amada, querendo deixar em anonimato. Mas no final aceitou a publicação e se tornou uma música marcante no inicio do século 21.

 

10- Janaína – Biquini Cavadão

A ultima da lista também é do Biquíni Cavadão e se chama Janaína. Uma mulher com sonhos, que não se apagam, e nutre a esperança de um dia melhor, em meio a sua “vida Severina”. A musa trabalhadora, inspiradora desta música e que carrega o peso da realidade de muitas, na verdade é Judith, uma empregada doméstica de 60 anos que, ao conhecê-la, ele começou a questionar-se sobre as dificuldades que ela passava para estar todos os dias cedo no trabalho, e como diz na música, ela disse “Que um dia a gente há de ser feliz Se Deus quiser”.

By | 2018-04-18T18:45:18-03:00 março 8th, 2017|Curiosidades|1 Comentário

Sobre o Autor:

Um Comentário

  1. flavio neto rodrigues chaves 14 de dezembro de 2019 em 14:02 - Responder

    manda 50 nomes

Deixar Um Comentário