25 de junho: 11 anos da morte do Rei do Pop

– em 25/06/20 fez onze anos da morte de Michael Jackson, o Rei do Pop –

A vida de Michael Jackson sempre esteve repleta de lupas e holofotes. Nada do que acontecia na sua vida ficava alheio às câmeras e à curiosidade de jornalistas e do público. Sua vida era notícia, tanto quanto a sua obra.

Em parte, isto foi intencional: Michael foi um musicista brilhante, mas muito além de compor e cantar, Michael tinha uma visão do todo. O que para muitos seria uma simples apresentação, ele transformava em um show majestoso. Esta é, em síntese, a magia do Rei do pop.

Seu olhar ia muito além da música: via show, onde e quando muitos não viram. É este imenso caldeirão que, justamente, transformou o pequeno Michael, do Jackson Five, em o Rei do Pop.

Claro que toda esta projeção teve seu preço: ausência completa de privacidade; muita gente interessada em se apropriar de seu patrimônio; uma vida permeada de boatos. E solidão, muita solidão.

O documentário This is it é o último registro do astro, em atividade. Ele se preparava para a sua derradeira tour. A turnê que não aconteceu.

O registro é relativo aos ensaios gerais para a turnê. O seu desgaste físico e emocional era evidente. Mas o melhor do registro é ver o bastidor, sem a veste do glamour, da produção. O astro, o mais natural e cru o possível.

Ali, era possível vislumbrar o perfeccionismo, a sua qualidade como músico, produtor e dançarino. Ainda que a potência vocal já não fosse mais a mesma, ainda que o fôlego falhasse, ainda era o astro. Incomparável.

O músico e produtor Piero Vieira, no trabalho de divulgação de seu trabalho autoral “Para ter paz”, fez uma interpretação bastante intimista do hit do astro: Heal the world. Isto porque, nas duas obras, há uma mensagem similar.

By | 2020-06-23T15:26:36-03:00 junho 25th, 2020|Curiosidades, Música|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário