As fitas perdidas do clube dos 27

– Inteligência artificial cria músicas novas de artistas que morreram aos 27 anos –

         Com o intuito de que o fatídico Clube dos 27, dos músicos que morreram aos 27 anos por overdose, não seja constituído por mais músicos, uma organização criou um projeto de conscientização sobre a importância do apoio à saúde mental. Com este projeto criou-se músicas novas dos artistas integrantes deste “clube dos 27”.

 

 

         Isto foi feito através de um software de Inteligência Artificial. Com este software, foram escritas novas músicas no estilo de Kurt Cobain do Nirvana (“Drowned In The Sun”), Amy Winehouse (“Man, I Know”), Jimi Hendrix (“You’re Gonna Kill Me”) e Jim Morrison do The Doors (“The Roads Are Alive”), que infelizmente faleceram todos aos 27 anos de idade.

 

 

         As músicas foram lançadas pela organização de Toronto Over The Bridge no projeto “Lost Tapes Of The 27 Club”. Ele reúne canções criadas por computadores para chamar a atenção das lutas enfrentadas por músicos com depressão e problemas de saúde mental.

Sobre a iniciativa, Sean O’Connor, membro do conselho de diretores da Over The Bridge, disse à Rolling Stone:

         “E se todos esses músicos que amamos tivessem suporte de saúde mental?” De alguma forma, na indústria musical, a depressão é normalizada e romantizada… Sua música é vista como um sofrimento autêntico.

         Utilizando o programa de IA do Google Magenta, as faixas surgiram de uma análise de até 30 músicas de cada artista do clube dos 27.

 

 

         O recurso estuda detalhadamente as melodias vocais das faixas, riffs e solos de guitarra, padrões de bateria, mudanças de acordes e letras para entender como seriam as “novas” músicas, que tiveram suas palavras escritas por outro programa de IA.

         A faixa do projeto em homenagem ao artista Kurt Cobain se chama “Drowned In The Sun” e foi gravada com os vocais de Eric Hogan, líder de uma banda de tributo ao Nirvana. A similaridade da nova música com as antigas canções do grupo é impressionante.

 

 

         E sobre isso Hogan comentou: Se você olhar para o “último lançamento do Nirvana” que foi, “You Know You Right”, isso tem o mesmo tipo de vibração. Kurt meio que escreveria o que diabos ele quisesse escrever. E se ele gostava, então era uma música do Nirvana.

         Eu posso ouvir certas coisas no arranjo de “Drowned in the Sun” como: OK, isso é meio que uma vibe In Utero aqui, ou uma vibe Nevermind, bem aqui.

         A música diz: “Sou um estranho, mas gosto disso”. Isto é totalmente Kurt Cobain. O sentimento é exatamente o que ele teria dito. Frases como “O sol brilha sobre você, mas não sei como”.

By | 2021-04-13T20:07:35-03:00 abril 15th, 2021|Curiosidades, Música|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário