Lulu Santos e Vitor Kley Colab de A Cura

– os cantores gravaram uma versão do sucesso A Cura –

         A Música “A cura” foi composta e gravada por Lulu Santos em 1988. Na época, a composição foi motivada em razão do impacto da epidemia de AIDS, que atingia muitos amigos e conhecidos do cantor e compositor e os levava embora…

         Hoje, em que pese a AIDS permaneça sem uma cura efetiva, sua forma de contágio, prevenção e tratamento são plenamente conhecidos. É possível viver satisfatoriamente e ter perspectiva de melhora, mesmo tendo sido infectado pela AIDS.

 

Lulu Santos e Vitor Kley Colab de A Cura

 

         A letra da música e a interpretação de Lulu Santos são arrebatadoras. Traz toda a dimensão do impacto que a doença e a fragilidade humana nos traz.

         Hoje, no contexto de enfrentamento da pandemia de Covid 19, a música ganha novo significado. E nada como uma regravação, com a participação de um outro cantor, para ressignificar a imponente mensagem. Lulu Santos contou com a participação do jovem e promissor Vitor Kley.

 

Lulu Santos e Vitor Kley Colab de A Cura

Imagem do Facebook do Artista

 

         Aproveitamos a regravação para abordar a mensagem da canção. E dar ênfase ao que realmente importa em uma música: seu sentido e significado. A música não pode, entendemos, ser desprovida de significado e intenção.

         Acreditamos que as músicas devem, ao menos, ter a pretensão de transformar, de contribuir em alguma medida com a reflexão e transformação dos indivíduos.

         Sugerimos a contemplação da letra desta música, verdadeiro hino dos tempos atuais, e também o vídeo da versão atual.

 

Existirá, em todo porto tremulará

A velha bandeira da vida

Acenderá, todo farol iluminará

Uma ponta de esperança

E se virá, será quando menos se esperar

Da onde ninguém imagina

Demolirá toda certeza vã

Não sobrará pedra sobre pedra

Enquanto isso, não nos custa insistir

Na questão do desejo, não deixar se extinguir

Desafiando de vez a noção

Na qual se crê que o inferno é aqui

Existirá

E toda raça então experimentará

Para todo mal, a cura

Existirá, em todo porto se hasteará

A velha bandeira da vida

Acenderá, todo farol iluminará

Uma ponta de esperança

E se virá, será quando menos se esperar

Da onde ninguém imagina

Demolirá toda certeza vã

Não sobrará pedra sobre pedra

Enquanto isso, não nos custa insistir

Na questão do desejo, não deixar se extinguir

Desafiando de vez a noção

Na qual se crê que o inferno é aqui

Existirá

E toda raça então experimentará

Para todo mal, a cura

Enquanto isso, não nos custa insistir

Na questão do desejo, não deixar se extinguir

Desafiando de vez a noção

Na qual se crê que o inferno é aqui

Existirá

E toda raça então experimentará

Para todo mal, a cura

 

By | 2021-02-09T15:02:46-03:00 fevereiro 11th, 2021|Música|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário